top of page
  • Foto do escritorAna Lúcia Pedrozo

TPM e Menopausa: experiência em grupo terapêutico com a essência vibracional Mulher, da Ararêtama

Ninguém duvida dos incômodos que muitas mulheres sentem nos períodos da TPM (tensão pré-menstrual), menstruação e menopausa. Os sintomas podem ser leves, como um pequeno inchaço, uma leve irritabilidade, ou graves, como desânimo e vontade de morrer. Esses estados podem interferir na vida da mulher, trazendo prejuízos no trabalho e na vida pessoal.


Muitas vezes, esses sintomas são vistos como “naturais/normais”, com os quais tem que se conviver. Essa crença pode levar ao comportamento de não buscar um tratamento adequado. Na medicina clássica, os tratamentos, em geral, envolvem hormônios, porque o entendimento é que esses sintomas estão relacionados à mudança na produção dessas substancias. Mas, esses tratamentos, também, podem trazer sintomas ou efeitos colaterais.


Como terapeuta e mulher, entendo que esses sintomas e incômodos relacionados ao ciclo reprodutivo, advêm de crenças errôneas e limitantes que construímos a respeito do que é “ser mulher”, como aprendemos a ter aversão ao nosso corpo através da menstruação, de uma possível gravidez indesejada (ou a pressão para engravidar), do envelhecimento, e outros significados subjetivos originados numa cultura que desvaloriza e reprime a mulher pelo simples fato de ser mulher.


Então, esses sintomas são mais emocionais e comportamentais do que possamos imaginar. Na experiência pessoal e clinica venho constatando isso e tenho conseguido resultados significativos com o uso das essências vibracionais, muitas vezes, com remissão total dos sintomas.


Em 2022, surgiu o desejo de trabalhar com esse tema em grupo de mulheres usando um composto floral especifico para isso, que pudesse atender à todas, ou à maioria, pois, sabemos que, muitas vezes, precisamos de um trabalho terapêutico mais individualizado.


Em seguida, surgiu a ideia fixa de que esse composto mágico fosse produzido pela minha querida Sandra Epstein. Já tínhamos uma história de sucesso quando fizemos um trabalho com os atingidos pelo rompimento da barragem de dejetos da mineradora Samarco, em Mariana (MG). Sandra, prontamente, preparou um composto especifico para esse projeto.


Queria repetir essa parceria, não só por conta dos resultados, mas, principalmente, pela parceira que ela é: sempre receptiva, disponível e acolhedora, gerando a conexão necessária quando queremos criar algo nesse campo. Quando nos encontramos pessoalmente, falei-lhe do meu desejo e, ali mesmo, hiper conectada, antenada e amorosa, criou a essência composta Mulher.

Foi uma troca fluida, prazerosa, fácil. Fiquei super feliz!


O grupo foi fácil de formar, pois, trabalho na ONG Rede Postinho de Saúde, que cuida da saúde integral das mulheres do PPG (Pavão-Pavãozinho e Cantagalo) no RJ, e logo acolheram o projeto com carinho e os recursos necessários.

Participa comigo, nas reuniões do grupo, a psicoterapeuta Sabrina Santana, outra flor no meu caminho que agrega com seus saberes sobre o feminino.


Começamos as reuniões mensais em novembro com um grupo pequeno de 5 mulheres, mas a alegria de estar com elas e iniciar esse projeto, foi imensa! Em dezembro, já colhíamos resultados fantásticos e o grupo, que nominamos SER MULHER, cresceu para 15 mulheres.


Pretendemos fazer o fechamento do grupo em março. Na verdade, sinto que é o inicio de um ciclo que será fabuloso! Aguardem, aqui, os resultados!


Abraços,

Ana Lúcia Pedrozo


 

Sobre Ana Lúcia Pedrozo


Terapeuta Cognitivo-Comportamental e Terapeuta Floral

Psicóloga formada pela UERJ

Mestre em psicologia pela UFRJ, com o tema Tratamento da Terapia Cognitivo-Comportamental para o Transtorno do Estresse Pós-traumático.

Formação Florais de Bach Healingherbs

Especialização em Terapia Floral HESFA\UFRJ




 
bottom of page