top of page

O Sistema Ararêtama no autocuidado

Atualizado: 6 de abr. de 2023




Minha trajetória de trabalho com a terapia foral começa com o atendimento sugerido pela minha amiga/ irmã, Ana Lúcia Pedrozo, em momento de vida certamente não muito harmonioso. Eu havia decidido me mudar para Brasília, em busca de novas oportunidades de trabalho e prosseguia em momento adaptativo.


Não me recordo exatamente quando, mas ela me socorreu com a inesquecível dupla de florais estoques Thini-Á e Jumping Child.


Eu sei exatamente quais foram os efeitos de Jumping Child e Thini-Á em minha existência, tendo em vista que se tratava ali de amenizar certa rigidez em meu padrão, dentre outras intenções propostas pela minha então terapeuta floral.


Observei maior liberdade em meus movimentos, pensamentos e, inclusive no meu humor, surpreendendo-me com deliciosas gargalhadas eventuais e uma fluidez de vida, assim, inexplicável!


Experimentei uma alegria por viver aconchegante e colorida! Uau! Eu queria “aquilo” constantemente, para mim, família e clientes. O resultado fora tão genuíno que me pus a buscar alguma formação, realizando meu primeiro curso de florais, pelo Sistema Ararêtama. Tanto que logo adquiri meu kit, experimentando as essências na própria “pele”.


A partir de então começa minha trajetória como terapeuta floral, levando um pouco de conforto ao sofrimento humano, mas antes de mais nada, aliviando a minha própria dor.


Outro momento bem marcante foi a ocasião em que me sentia insegura com as questões existenciais da vida, com pessoas importantes da família inaugurando diferentes fases de desenvolvimento, inclusive eu. Assim, já terapeuta, optei pelo uso da dupla Tauá e Renascer.


Considerando que o uso dos florais desperta as virtudes já existentes no ser humano, é notório o processo amoroso e generoso pelo qual passamos quando nos submetemos a esse trabalho! E não podemos esquecer que não se trata de efeito placebo, devido aos resultados constatados em crianças pequenas e pets, por exemplo!


Assim, congratulei-me com as respostas que obtive, através de uma maior aceitação amorosa dos processos da existência e muito brilho e disposição para recomeços e luto sobre aquilo que precisei deixar ir. Uma jornada singular e gentil!!



Abraços


Ana Cristina de Melo


 

Sobre Ana Cristina de Melo


Ela é Psicóloga Clínica, graduada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ – CRP: 16.859. É pós-graduada em Terapia Floral pela Rioflor (Associação dos Terapeutas Florais do Rio de Janeiro) Registro: 0796.

É Mestre em Psicologia Clínica e Cultura formada pela Universidade de Brasília - UnB e Terapeuta Floral pelo Sistema Ararêtama.




Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page